Grandes Designers: Enzo Mari

Dando continuidade aos posts prometidos sobre a Coleção da Folha “Grandes Designers”, hoje mostrarei um pouco sobre o designer Enzo Mari.

Enzo Mari Fonte: Tumblr

Enzo Mari Fonte: Tumblr

Confesso que não havia ouvido falar sobre Enzo Mari até meses atrás. Como era de se esperar, este grande nome é sim italiano (mais um!). A Itália parece ser uma produtora em massa quando o assunto é Design, sofisticação, inovação.

Enzo nasceu em 1932 e toda a sua produção é notada como design italiano modernista. Em 1970 ele fundou o movimento intitulado Nuova Tendenza como professor em Milão. E se você achou a data da carteira de identidade dele antiga, verá que seus objetos são na realidade muito atuais!

Calendário Timor by Enzo Mari Fonte: Tumblr

Calendário Timor by Enzo Mari Fonte: Tumblr

Calendário Formosa by Enzo Mari Fonte: Tumblr

Calendário Formosa by Enzo Mari Fonte: Tumblr

The Sof Sof Chair by Enzo Mari Ano: 1971

The Sof Sof Chair by Enzo Mari Ano: 1971

Um dos objetos mais fascinantes pra mim é o brinquedo da Danese com data de projeto de 1957, um quebra-cabeça com 16 animais de madeira carvalho, encaixados perfeitamente! A espessura de 3 cm de cada peça também permite que os animais fiquem em pé.

Gioco dei 16 Animali Ano: 1957 Empresa: Danese by Enzo Mari

Gioco dei 16 Animali Ano: 1957 Empresa: Danese by Enzo Mari

Mari lança na década de 70 algumas porcelanas para a empresa Samos, em um trabalho totalmente artesanal e montagem manual. A idéia era fazer uma linha de produção inteiramente sistemática e também repetitiva, porém manual, em tempos que se prezava a produção industrial. Nenhuma peça portanto era completamente idêntica à outra.

Fruteira Samos by Enzo Mari Fonte: Tumblr

Fruteira Samos by Enzo Mari Fonte: Tumblr

Samos Collection by Enzo Mari

Samos Collection by Enzo Mari

Samos Collection by Enzo Mari

Samos Collection by Enzo Mari

Samos Collection by Enzo Mari

Samos Collection by Enzo Mari

“Nego tudo o que parece mas não é. Poderia continuar ao infinito,  mas um projeto precisa ter um fim. Nesse momento, o que resta é um projeto a realizar”.

 

“As razões essenciais do projeto não correspondem àquelas banais requeridas pelo mercado.”

Fonte: Coleção Grandes Designers Folha

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s